Pular para o conteúdo
Voltar

Defensoria visita unidade prisional e realiza capacitação em segurança orgânica em Sorriso e Sinop

O curso de segurança orgânica começou em junho e seguirá até 2020 nas principais comarcas onde há Núcleos da Defensoria
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

Carlos Roika Júnior, primeiro subcorregedor-geral, e Felipe Takayassu, defensor público que atua em Sorriso, visitaram o Centro de Ressocialização (CRS) do município no dia 17 de julho. - Foto por: Arquivo pessoal
Carlos Roika Júnior, primeiro subcorregedor-geral, e Felipe Takayassu, defensor público que atua em Sorriso, visitaram o Centro de Ressocialização (CRS) do município no dia 17 de julho.
A | A

A Defensoria Pública de Mato Grosso realizou uma visita ao Centro de Ressocialização (CRS) de Sorriso (398 km de Cuiabá) no dia 17 de julho. No período noturno, ocorreu a capacitação continuada em segurança orgânica para os membros e servidores do Núcleo de Sorriso. No dia 18, foi a vez dos membros e servidores de Sinop (481 km de Cuiabá) realizarem a capacitação.

A Corregedoria-Geral, a Unidade de Inteligência e o Núcleo de Sorriso visitaram o CRS na tarde do dia 17 para verificar “in loco” as condições da unidade prisional, além de ouvir os defensores públicos sobre a situação carcerária local e as dificuldades enfrentadas para buscar melhorias no atendimento junto à direção do sistema penitenciário.

“Neste aspecto, devo consignar que os profissionais que estão atuando nesta área (criminal) estão desenvolvendo um excelente trabalho, sendo colhidos vários elogios no atuar institucional nas unidades visitadas”, afirmou Carlos Eduardo Roika Júnior, primeiro subcorregedor-geral, que participou da visita ao lado de Fernando Lopes, coordenador da Inteligência, e Felipe Takayassu, defensor público que atua em Sorriso.

A capacitação continuada em segurança orgânica foi realizada à noite no Núcleo local. “O objetivo de criar uma cultura de segurança na Defensoria está acontecendo. A interação dos alunos é muito boa. Eles estão fazendo perguntas, a gente coloca alguns exemplos práticos de medidas de segurança orgânica e eu vejo que vai ter um resultado prático”, comentou Lopes.

No dia 18, foram visitados os Núcleos Criminal e Cível de Sinop, onde o defensor público Carlos Roika reuniu-se com os membros da Instituição que atuam no município. No período noturno, foi repassada a capacitação em segurança orgânica para os membros e servidores.

Capacitação continuada - Membros e servidores da Defensoria estão recebendo a capacitação em segurança orgânica desde o início de junho, em Núcleos da Instituição na capital e no interior do estado. Com a medida, a Corregedoria-Geral pretende introduzir a cultura da prevenção de riscos e da tomada de decisões com base na análise de cenários, dados e da produção de conhecimentos.

O curso é ministrado pela Unidade de Inteligência e Segurança Institucional, via Escola Superior da Defensoria. A previsão é de que o cronograma seja concluído até o ano que vem.