Pular para o conteúdo
Voltar

Aposentada recebe prótese para perna amputada após ação da Defensoria

Dona Estelita foi atendida em agosto, em Araguainha, pelo defensor público Joaquim Abinader da Silva, durante a primeira etapa do projeto Araguaia Cidadão
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

Estelita recebeu a prótese ontem (10), em Cuiabá, e terá que fazer fisioterapia para reaprender a andar com o aparelho - Foto por: Arquivo pessoal
Estelita recebeu a prótese ontem (10), em Cuiabá, e terá que fazer fisioterapia para reaprender a andar com o aparelho
A | A

Estelita Ferreira de Souza, 55 anos, moradora de Araguainha (468 km de Cuiabá), recebeu ontem (10) a prótese para a sua perna esquerda, amputada em decorrência de uma trombose. A dona de casa foi atendida pelo defensor público Joaquim Abinader da Silva, em agosto, durante a primeira etapa do projeto Araguaia Cidadão.

“Estou feliz demais da conta! Não tem nem base”, contou a aposentada, com muita alegria, por telefone. Estelita recebeu a prótese ontem, na capital, e neste momento está na estrada, retornando a Araguainha.

Agora, ela terá que fazer fisioterapia para reaprender a andar com a prótese na perna esquerda. “Vou ter que fazer reabilitação em Cuiabá, pois não tem esse atendimento em Araguainha”, disse.

No dia 24 de setembro, a aposentada esteve no Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac), na capital, para fazer o molde do aparelho.

Uma prótese do mesmo modelo custa mais de R$ 7 mil, valor que a aposentada diz que seria impossível pagar. Agora, tem a perspectiva de um futuro melhor.

“Foram sete anos de espera por este momento. Sinto muita alegria e emoção e não tenho palavras para descrever tanta felicidade. Só tenho a agradecer primeiro a Deus e depois ao Dr. Joaquim e toda a equipe. Fiquei muito feliz! Não esperava que ia sair tão rápido e saiu. Quero agradecer a todos”, afirmou.

Clique aqui para saber mais sobre a história da dona Estelita.

Clique aqui para conhecer o trabalho da Defensoria no Araguaia Cidadão.