Pular para o conteúdo
Voltar

Núcleo de Rondonópolis participa da inauguração de nova ala na Penitenciária da Mata Grande

A nova ala será protegida para evitar fugas, arremesso de objetos, materiais ilícitos e explosões na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, comumente chamada de Mata Grande; Defensoria vai acompanhar essa nova dinâmica para fiscalizar o respeito aos direitos dos recuperandos
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

Da esquerda para a direita: Anderson Santana, superintendente Regional Leste, a defensora Tathiana Franco, Emanoel Flores, secretário adjunto da Administração Penitenciária, e Ailton Ferreira, diretor do presídio. - Foto por: Arquivo/DPMT
Da esquerda para a direita: Anderson Santana, superintendente Regional Leste, a defensora Tathiana Franco, Emanoel Flores, secretário adjunto da Administração Penitenciária, e Ailton Ferreira, diretor do presídio.
A | A

Na tarde da última sexta-feira (7), foi inaugurada a ala protegida para evitar fugas, arremesso de objetos, tráfico de materiais ilícitos e explosões na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, popularmente conhecida como Mata Grande, em Rondonópolis (217 km de Cuiabá).

O Núcleo Criminal de Rondonópolis, representado pela defensora Tathiana Franco, participou do evento. O órgão atua junto à vara do tráfico de drogas.

“Considerando que a ala é diferenciada, cuja iluminação é somente externa, sem tomadas e sistema de fornecimento de água fora das celas, a Defensoria terá um papel importante de acompanhar essa nova dinâmica, fiscalizando o respeito aos direitos dos recuperandos assegurados nas leis pátrias, Constituição e Tratados Internacionais dos quais o Brasil é signatário”, afirmou a defensora.

Participantes – Na solenidade, participaram também o secretário adjunto da Administração Penitenciária, Emanoel Flores, o superintendente Regional Leste do Sistema Penitenciário, Anderson Santana, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT) e outras autoridades.

Segundo o diretor do presídio, Ailton Ferreira, a inauguração da ala é apenas o início das modificações que ocorrerão no presídio da Mata Grande com o objetivo de adequar paulatinamente as áreas externas, evitando o arremesso de objetos, tráfico de material ilícito, explosões etc.

Os participantes também afirmaram que a presença dos defensores públicos nas penitenciárias do Estado, bem como o acompanhamento e fiscalização das políticas públicas nelas fomentadas, é de suma importância. Além de órgão de execução penal, a Defensoria atua de modo a trazer paz e tranquilidade nas unidades, já que mantém os recuperandos cientes do desenvolvimento dos seus processos e peticiona periodicamente por benefícios aos assistidos (cidadãos atendidos pela Instituição).