Pular para o conteúdo
Voltar

Defensoria participa de programa de combate à violência doméstica em Rondonópolis

Núcleo de Rondonópolis participou, nesta segunda-feira (10), de reunião do Programa VIVA – Sistemas de Vigilâncias, Violências e Acidentes, que tem como objetivo combater a violência contra a mulher
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

A defensora Tathiana Franco (primeira à direita) representação a Instituição, nesta segunda-feira (10), em reunião voltada ao combate da violência doméstica em Rondonópolis. - Foto por: Arquivo/DPMT
A defensora Tathiana Franco (primeira à direita) representação a Instituição, nesta segunda-feira (10), em reunião voltada ao combate da violência doméstica em Rondonópolis.
A | A

Nesta segunda-feira (10), a Defensoria participou de uma reunião sobre o Programa VIVA – Sistemas de Vigilâncias, Violências e Acidentes, além de atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher na comarca de Rondonópolis (217 km de Cuiabá).

A defensora Tathiana Franco representou a Instituição no evento, presidido por Maria Farias Pinto, juíza titular da vara da violência doméstica de Rondonópolis. Também compareceu a presidente do Conselho Municipal da Mulher, Mariúva Valentim, além de outras autoridades.

“O Programa VIVA objetiva frear a violência contra a mulher e, nos casos em que já houve a violência, minorar suas consequências dando dignidade à parte mais fragilizada da relação. Assim, tais reuniões são muito importantes, pois podemos traçar metas e atingir os objetivos do programa”, destacou a defensora.

Propostas – Entre os temas abordados, a magistrada propôs a doação de livros recebidos em doação para mulheres vítimas de violência doméstica para incentivar a leitura e como forma de evolução àquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade. Além disso, foi deliberada a realização de palestras para homens sobre o tema buscando a conscientização e, em alguns casos, a reabilitação, frente ao grande número de casos de violência.

O Núcleo da Defensoria em Rondonópolis colocou-se à disposição do Programa VIVA, podendo ministrar palestras e realizar a orientação jurídica dos interessados. Também foi realçado o trabalho realizado pelo defensor titular na vara da violência doméstica, Jardel Marquez, na defesa dos acusados. Agora, com a participação da defensora substituta, Tathiana Franco, a Defensoria também vai ajudar a patrocinar os interesses da vítima na comarca.

Segundo a magistrada, um dos próximos objetivos é a doação de equipamentos necessários para a gravação das oitivas das vítimas de violência doméstica diante da autoridade policial, o que se pretende conseguir nos próximos meses.

 

Agenda do Programa VIVA em março:

 

08/03 – Caminhada/Corrida das Divas e Roda de Conversa

20/03 – Atendimento Psicossocial e Jurídico no Conselho da Mulher

21/03 – Curso para ingresso de mulheres na vida política

Durante todo o mês – Rodas de conversas em bairros de Rondonópolis