Pular para o conteúdo
Voltar

Idoso consegue vaga em UTI e chega a Cuiabá ainda nesta segunda

Ele estava internado desde o dia 10 de maio no Hospital Municipal de Juara, 695 km de Cuiabá e a família recorreu à Defensoria Pública de Mato Grosso para garantir a vaga, via Justiça
Márcia Oliveira | Assessoria de Imprensa da DPMT

Ilustração - Foto por: Divulgação
Ilustração
A | A

O idoso José Adeito da Silva, 73 anos, conseguiu uma vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário de Cuiabá (HGU) e deixou o município de Juara, 695 km de Cuiabá, às 17h30 desta segunda-feira (18/5). Ele aguardava local adequado para passar por cirurgia vascular de urgência desde o dia 14 de maio, internado no Hospital Municipal da cidade.

Na sexta-feira (15/5) a Defensoria Pública de Mato Grosso conseguiu liminar na Justiça, para que ele recebesse atendimento, já que mesmo diante de laudos médicos que apontavam que o idoso corria grave risco de morte, a informação nos sistema de regulação do Estado era de que a vaga não existia. A defensora pública que atuou no caso, Carolina Giordano, informa que mesmo com a liminar, a informação oficial continuou sendo a mesma.

“Auxiliar no caso do senhor José Adeito foi emocionante e me fez ter orgulho do cargo que ocupo, pois através dele é que foi possível ajudá-lo a conseguir tratamento adequado, ainda que diante de tantas dificuldades para que a transferência se concretizasse. Infelizmente, muitos ainda sofrem por não ter acesso à saúde e perecem sem tratamento. Poder ajudar uma pessoa, que luta em favor da vida, é reconfortante”, avalia.

Justiça - A liminar determinando a transferência foi concedida pelo juiz do Plantão Cível de Várzea Grande, Wladys do Amaral, que na decisão deu 12h para que a medida fosse cumprida. Ele estabeleceu multa diária de R$ 1 mil, além de sanções cíveis e penais para os responsáveis, pelo descumprimento. Na manifestação, o juiz ainda define que além da vaga na UTI para a cirurgia, o paciente tenha coberta toda a medicação e serviços médicos necessários para o seu tratamento. 

A defensora informa que foi procurada pela família e em seguida entrou com o pedido para que o idoso recebesse o tratamento adequado. Ele chegou ao hospital municipal de Juara no dia 10 deste mês, com dor abdominal e lá recebeu o diagnóstico de infecção urinária por repetição e após três dias, os médicos identificaram “um aneurisma de aorta abdominal infrarrenal, roto tamponado, com compressão sobre o ureter esquerdo”.

Diante do diagnóstico, a cirurgia vascular de urgência foi prescrita. Porém, a equipe médica local informou à família que o hospital municipal não conta com o profissional cirurgião vascular, nem com UTI e que a transferência era necessária para a vida do idoso. Informaram ainda que a vaga já havia sido solicitada no sistema de regulação, administrativamente, mas que não conseguiram. “Agora vamos torcer para todo o tratamento dê certo e ele volte pra casa com saúde”, disse.