Pular para o conteúdo
Voltar

Defensoria Pública participa de evento na AMM para implementar ações municipais de enfrentamento à violência contra a mulher

A reunião ocorreu na última quinta-feira (dia 11), com a participação da defensora pública Tânia Regina de Matos, integrante do recém-criado Gaedic Mulher, do presidente da AMM, Neurilan Fraga, e de membros do Judiciário e outras instituições que atuam na defesa dos direitos da mulher
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

- Foto por: Divulgação
A | A

Na tarde da última quinta-feira (11), a Defensoria Pública participou de uma reunião no auditório da Associação Mato-grossense dos Municípios, com a presença do presidente da AMM, Neurilan Fraga, e várias instituições do Judiciário e poder público municipal e estadual, com o objetivo de traçar ações municipais de enfrentamento à violência contra a mulher.

O evento, organizado pela deputada federal Rosa Neide (PT), contou também com a participação do Poder Judiciário, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso, Conselho Estadual do Direitos da Mulher, Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar de Várzea Grande e Livramento, Secretaria Municipal de Mulheres e Câmara Municipal de Cuiabá, entre outros órgãos.

“Uma das ideias ventiladas durante a discussão foi a criação de um fluxo de atendimento padrão para ser utilizado em todos os municípios adequando às suas realidades locais”, pontuou a defensora pública Tânia Regina de Matos, que faz parte do Grupo de Atuação Estratégica em Direitos Coletivos para atuar na defesa das mulheres – Gaedic Mulher, implementado no dia 28 de janeiro pela atual administração da DPMT.

O grupo é composto por cinco defensoras públicas com experiência na área com o intuito de lutar contra outra epidemia, além do novo coronavírus, que assola Mato Grosso e todo o país – a violência contra a mulher.

Clique aqui para saber mais sobre a criação do Gaedic Mulher.

Atuação municipal – Outro ponto discutido na reunião foi a implantação das redes de enfrentamento à violência contra a mulher em todos os municípios do interior ou por polos regionais visando o atendimento humanizado e a prevenção de novos casos.

Todas as instituições presentes concordaram que o trabalho intersetorial abrangendo os serviços municipais e do Governo é imprescindível para melhorar a qualidade de vida das mulheres de Mato Grosso.

Em evento com o governador de Mato Grosso, no dia 22 de janeiro, Mauro Mendes comprometeu-se a criar campanhas publicitárias para alertar os homens e fomentar a denúncia de casos de violência.

“A violência doméstica é um tema extremamente sensível e precisamos cada vez mais dedicar atenção a ele. Denunciar, colocar luz neste problema é o primeiro passo para enfrentar e resolver. Iremos desenvolver campanhas de conscientização, de educação, utilizando vários mecanismos para que nós possamos alertar aos homens do risco que eles correm e que este é um ato de covardia”, ressaltou o governador na ocasião.