Pular para o conteúdo
Voltar

Auxílio gratuito no cadastro da vacinação contra Covid em Cuiabá realizado pela Defensoria Pública concorre ao Prêmio Innovare

Já foram efetuados 1.574 atendimentos até agora, sendo que 109 cidadãos realizaram o cadastro e 105 foram efetivamente vacinados em Cuiabá com o auxílio da Defensoria Pública de Mato Grosso
Alexandre Guimarães | Assessoria de Imprensa/DPMT

- Foto por: Arte: Mariana Moraes/DPMT
A | A

O auxílio para o cadastro da vacinação contra a Covid-19, realizado pela Defensoria Pública de Mato Grosso desde o dia 13 de abril, foi selecionado para concorrer ao Prêmio Innovare 2021, iniciativa do Instituto Innovare que promove as boas práticas criadas por profissionais da área jurídica para tornar a justiça mais ágil e acessível à população.

Até quarta-feira (dia 16), a Defensoria Pública efetuou 1.574 atendimentos, sendo que 109 realizaram o cadastro da vacinação e 105 cidadãos já foram efetivamente vacinados. Apenas no primeiro dia de atendimento, 270 pessoas receberam auxílio para preencher o formulário da Prefeitura de Cuiabá para ingressar na fila de acesso ao imunizante.

“A nossa preocupação sempre foi com a população mais vulnerável. A dificuldade de acesso ao sistema de cadastramento e de inclusão das informações requeridas levou a Defensoria Pública a disponibilizar esse serviço às pessoas que têm dificuldade de acesso a recursos tecnológicos”, revelou a defensora pública Maria Luziane Ribeiro de Castro, secretária executiva da DPMT e idealizadora do projeto.

O serviço gratuito prestado pela Defensoria Pública de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, por meio de dois celulares que recebem ligações, inclusive a cobrar, e também via WhatsApp e SMS, surgiu a partir da constatação do órgão de que muitas pessoas tinham dificuldade de realizar o cadastro por não ter acesso à internet ou ter dificuldade de lidar com tecnologia.

“Nosso objetivo é que um número maior de pessoas sejam vacinadas e não estamos medindo esforços para atingi-lo. Estamos com duas equipes prontas para receber as informações e realizar o cadastramento e retornar às pessoas com as informações do dia e local da vacinação”, detalhou Luziane.

O foco do projeto é atender os grupos prioritários de vacinação, principalmente os idosos e as pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica. Dentre eles, está Menezes Nery de Assunção, 64 anos, que contou com o auxílio da Defensoria Pública para tomar a primeira dose do imunizante Oxford/Astrazeneca no dia 4 de maio, no Sesi Papa, na Morada do Ouro, em Cuiabá.

“O atendimento foi ótimo! Foi importante para mim essa vacina porque hoje eu me sinto bem e estou me sentindo quase livre dessa pandemia. Acredito que todos que foram vacinados através da Defensoria estão se sentindo bem. É um excelente trabalho! Agradeço todos vocês por terem feito isso por nós. Muito obrigado!”, reconheceu o carpinteiro, que mora no bairro Santa Isabel e aguarda ansiosamente pela segunda dose da vacina, agendada para o dia 5 de agosto.

Além de auxiliar os cidadãos a preencher o cadastro para a vacinação, a Defensoria Pública também levou mais de 15 cidadãos, que não tinham condições de pagar um táxi, aplicativo de transporte ou mesmo transporte público, aos postos de vacinação da capital.

“A seleção desse projeto da Defensoria Pública é um reconhecimento para uma ação que teve grande impacto na vida de muitas pessoas no município de Cuiabá. Essas pessoas que integram o grupo dos chamados hipervulneráveis, que não tinham condições, sem uma ajuda, de acessar o sistema de cadastramento para vacinação e, por conta disso, corriam risco de ficar de fora da vacinação, normalmente pessoas idosas e carentes e, muitas vezes, pessoas sozinhas, que não têm filhos ou outros parentes para ajudá-las”, afirmou o defensor público-geral, Clodoaldo Queiroz.

Os servidores da Secretaria Executiva da Defensoria Pública que realizam o serviço também enviam o QR Code, código gerado ao preencher o formulário da Prefeitura e exigido na hora da vacinação, aos cidadãos pelo WhatsApp – quando não é possível enviar o QR Code digitalmente, os servidores imprimem o código e entregam pessoalmente aos cadastrados.

“Esse projeto, além de ter dado condições diretamente para que pessoas que receberam a ajuda da DPMT pudessem ter acesso à vacinação, também fez com que o próprio Município de Cuiabá fizesse adequações para facilitar o acesso dessas pessoas justamente em virtude dos resultados que esse projeto da Defensoria Pública alcançou”, sustentou Queiroz.

Ouvidoria – Outro projeto da Defensoria Pública selecionado para concorrer ao Prêmio Innovare em 2021 foi o Ouvidoria Solidária – Ouvidos atentos e mãos estendidas, idealizado Ouvidoria-Geral da DPMT. Dessa forma, essas duas práticas da Instituição foram selecionadas para concorrer à 18ª edição do Innovare.

Na edição passada (2020), foi a primeira vez em 17 anos que uma Ouvidoria brasileira teve dois projetos selecionados no Prêmio innovare – Defenzap e Projeto “Eu Reconheço”.

Innovare – O Prêmio Innovare, que está em sua 18ª edição (o primeiro foi em 2004), teve 634 práticas deferidas este ano, mesmo com as dificuldades decorrentes da pandemia de Covid-19. Após a seleção, é realizada uma entrevista virtual com os autores e pelo menos três beneficiados pelo projeto. A fase de entrevistas teve início no dia 17 de maio e segue até o dia 7 de julho.

Além das categorias tradicionais, Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania, também disputarão o Innovare duas práticas indicadas pelo Conselho Nacional da Justiça (CNJ), na categoria CNJ/Tecnologia.

O tema em 2021 é livre para todas as categorias e o Innovare concederá uma premiação Destaque para a melhor prática que tenha como tema a Defesa da Igualdade e da Diversidade.

Em toda a história do Prêmio, já foram premiadas 240 práticas, entre mais de 7 mil trabalhos em diferentes áreas da atuação jurídica. Todas as iniciativas selecionadas são incluídas no Banco de Práticas do Innovare. Elas podem ser consultadas gratuitamente no site, através de buscas por palavra-chave, edição e categoria em que foram inscritas, local de origem e status (premiada, homenageada ou deferida).

A divulgação das práticas vencedoras da 18ª edição do Prêmio Innovare vai ocorrer na primeira semana de dezembro, no Supremo Tribunal Federal (STF). A organização da premiação ainda não definiu se o evento será presencial ou online.

Pandemia – De acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), divulgado ontem (17), já foram confirmados 436.453 casos de Covid-19 e 11.584 óbitos em decorrência do novo coronavírus em Mato Grosso, sendo que 2.437 casos e 35 mortes ocorreram nas últimas 24 horas.

Segundo o vacinômetro da Prefeitura de Cuiabá, até quinta-feira (dia 17) já foram aplicadas 251.806 doses da vacina contra a Covid na capital mato-grossense, sendo 188.387 da primeira dose e 63.419 da segunda.