Defesensoria Pública do Estado de Mato Grosso

Notícias

Quinta, 10 Maio 2018 15:45 Última modificação em Quinta, 10 Maio 2018 15:55

Bandeira do Divino Espirito Santo visita sede administrativa da DPE

Escrito por  Márcia Oliveira
Foto: Bruno Cidade/DPE-MT Bandeira do Divino Espirito Santo visita sede administrativa da DPE

A Defensoria Pública de Mato Grosso recebeu a visita de religiosos que peregrinam com a Bandeira do Divino Espírito Santo e organizam uma das mais tradicionais festas populares da Igreja Católica, a Festa do Divino, na sede administrativa do órgão, no Centro Político Administrativo (CPA). O grupo foi recebido pelo defensor público-geral, Silvio Jéferson de Santana e pelo primeiro subdefensor público geral, Márcio Dorilêo, para deixar graças e bênçãos.

Interna (4)A tradição, originada no século XIII, chegou ao Brasil com a vinda da família real portuguesa para o Rio de Janeiro, em 1808, é tida como uma forma de evangelizar, levar oração e arrecadar donativos para a festa. “A Defensoria recebe com boa vontade a visita tradicional da Bandeira do Divino, pois a Instituição é um órgão que abriga pluralidades e respeita todas as crenças, tradições e religiões. É um festejo religioso e popular muito bonito, que reúne muita gente, em todo o país”, disse Santana.

A coordenadora da peregrinação da Bandeira no Centro Político Administrativo, Aurea Lucena, explica que as visitas organizadas pela igreja do Divino Espírito Santo, no bairro CPA I, em Cuiabá, começaram no mês de abril, nas casas e nos locais de trabalho e que elas terminam na sexta-feira (11).

Ela lembra que a festa da comunidade será nos dias 18, 19 e 20 de maio, no pátio da igreja, com programação em três horários, a partir das 6h, nos três dias. “Essa é uma tradição muito forte na comunidade católica e aproveitamos as visitas para levar uma oração, pedir proteção para as pessoas, as famílias, os lares e também para o ambiente de trabalho. Arrecadamos donativos para a festa e com o dinheiro da festa, fazemos ações na comunidade e manutenção das atividades”, explica.

A servidora da Coordenadoria Administrativa Sistêmica (CAS), Paula Reveles, é de família católica tradicional, devota e afirma que se sente abençoada e confortada com a visita. “Eu participo das missas aos domingos e tenho fé, acredito no divino. Para mim é um ritual importante, o de abençoar nosso local de trabalho, é de onde tiramos o sustento e onde passamos grande parte do dia”, afirma.

Interna (3)História – A Festa do Divino comemora a descida do Espírito Santo sobre os 12 apóstolos de Jesus Cristo e acontece 50 dias após o Domingo de Páscoa, o que corresponde ao Pentecostes do calendário oficial católico. O principal símbolo dela é uma pomba branca, que representa o Divino Espírito Santo.

A Festa foi instituída em 1296, na cidade portuguesa de Alenquer. Por causa do clima de guerra entre o rei dom Diniz e seu filho, a rainha Isabel de Aragão – a rainha Santa – clamou ao Divino Espírito Santo que se restabelecesse os tempos de paz. Em gratidão, ela mandou fazer uma cópia da coroa do reino, colocando no alto uma pomba branca (o símbolo do Divino), para sair em peregrinação pelo mundo, arrecadando donativos aos pobres.

Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso
Desenvolvido por:tiagodonatti.com